Ricardo Castro

Visita a Ricardo Càstro

Não são tantos os artistas que personificam suas obras. Que seu modo de agir, de se vestir traduzem seu trabalho. Ricardo Càstro é um deles. Bastam cinco minutos na presença do artista para entender o enredo de sua obra.

+

Tomie Ohtake

Mostra de Tomie Ohtake, na Paulo Darzé, em Salvador

No ano de comemoração dos 100 anos de vida de Tomie Ohtake, a Paulo Darzé Galeria de Arte inaugura no dia 8 de novembro uma exposição dos trabalhos mais recentes da artista. Com uma obra de trajetória íntegra e integral, entre a tradição e a experiência visual do homem moderno, no dizer de Paulo Herkenhoff, “Tomie, em suas telas, parece buscar em nosso olhar um haicai perdido”. A mostra permanece na capital baiana até 7 de dezembro.

Nascida no Japão, em Kyoto, em 1913, a artista chegou ao Brasil, em São Paulo, aos vinte e três anos. Iniciou seus estudos de pintura em 1952, com o artista plástico japonês Keisuke Sugano. Em 1953, integrou o Grupo Seibi junto a Flávio-Shiró, Kaminagai, Manabu Mabe e Tikashi Fukushima. Foi no Museu de Arte Moderna de São Paulo, em 1957, sua primeira individual. A partir de 1969, Tomie passou a trabalhar com serigrafia e, mais tarde, com litografias e gravuras em metal.

Mais

Paulo Darzé Galeria de Arte
Rua Dr.Chrysippo Aguiar, 8, Corredor da Vitória
Salvador – Bahia
(71)-3267-0930

Renata de Bonis

A natureza de Renata de Bonis

O atelier de Renata de Bonis parece, como ela mesma coloca, um museu particular de história natural. Pinturas em papel na parede mostram paisagens inóspitas feitas de óleo e cera, todas em uma palheta opaca e rebaixada.A natureza é o tema principal e através dos trabalhos sentimos o poder e a sua grandiosidade. Conheça mais sobre essa artista!

+

William Kentridge

William Kentridge: artista de muitas linguagens

William Kentridge nascido em 1955, na África do Sul, é um artista extremamente versátil cujo trabalho combina a política com a poética. Conheça esse famoso artista que veio para o Brasil ano passado e fascina não só por seus desenhos, mas muito por suas animações em vídeo.

+

Daniel Arsham

Daniel Arsham: arquiteto das artes plásticas

Os acontecimentos de nossas é um dos fatores que vão ajudar a formar nossa identidade e dar pistas para a busca do quem somos. Quando criança o multiartista Daniel Arsham, teve sua casa destruída por um furacão que varreu a Flórida. No fim do ano passado, em uma exposição na Filadélfia, ele apresentou parte de suas memórias que ainda remontam esse acontecimento da infância.

+

Adriana Varejão

As cores de Adriana Varejão

Na exposição que passou pelo Galpão Fortes Vilaça, de Adriana Varejão, que não faz uma exibição com trabalhos inéditos há cinco anos no Brasil, foi chamada de Polvo .Este nome são das cores novas de tinta óleo que ela desenvolveu em tons de cor de pele dos brasileiros.

+

PORTFOLIO: Yuri Firmeza

As ruínas de Yuri Firmeza

Yuri Firmeza, nome de batismo sem pseudônimos, é paulistano radicado no Ceará. O artista que grita questionamentos contemporâneos em suas obras é um dos nomes recorrentes na atualidade da arte no país, status recém-confirmado com o convite para participar da Bienal Internacional de Arte de São Paulo deste ano.

+

Chelpa Ferro

O encontro da música com as artes plásticas

Música e artes plásticas, com duas paixões o coletivo multimídia Chepa Ferro, formado por Luiz Zerbini, Barrão e Sérgio Mekler, levou para a Galeria Vermelho a exposição Aquário Suave Sonora, que misturava música experimental com esculturas, instalações e performances.

+

Me Collectors Room

Entre Galeria de arte e museu: me Collectors Room em Berlim

Berlim tem um ar diferente das outras cidades europeias e do mundo. Talvez por sua recente história da queda do muro de Berlim, que logo depois fez surgir novos bairros e deu novas possibilidades para os moradores da cidade. Dentre eles, o Berlim-Mitte, um dos mais renomados circuitos de galerias de arte, onde está o instigante me Collectors Room.

+

Naoshima

A ilha arte japonesa: Naoshima.

Naoshima não é apenas uma pequena ilha, mas algo próximo (em muito menor escala, claro) ao nosso Inhotim. Lá é onde fica dois grandes museus de arte moderna, e um monte de peças de arte ao ar livre, bem ao redor da ilha.

+