31ª Bienal

31ª Bienal começa neste final de semana

“Como falar de coisas que não existem” é o tema da 31ª Bienal de São Paulo que começa a partir do dia 6 de setembro e vai até o dia 7 de dezembro no pavilhão do Parque Ibirapuera, em São Paulo. O tema deste ano pretende indagar um dilema contemporâneo: como viver em um mundo em transformação permanente, onde as velhas formas – de trabalho, de comportamento, de arte – já não cabem e as novas formas ainda não estão claramente delineadas?

+

Tomie Ohtake

Mostra de Tomie Ohtake, na Paulo Darzé, em Salvador

No ano de comemoração dos 100 anos de vida de Tomie Ohtake, a Paulo Darzé Galeria de Arte inaugura no dia 8 de novembro uma exposição dos trabalhos mais recentes da artista. Com uma obra de trajetória íntegra e integral, entre a tradição e a experiência visual do homem moderno, no dizer de Paulo Herkenhoff, “Tomie, em suas telas, parece buscar em nosso olhar um haicai perdido”. A mostra permanece na capital baiana até 7 de dezembro.

Nascida no Japão, em Kyoto, em 1913, a artista chegou ao Brasil, em São Paulo, aos vinte e três anos. Iniciou seus estudos de pintura em 1952, com o artista plástico japonês Keisuke Sugano. Em 1953, integrou o Grupo Seibi junto a Flávio-Shiró, Kaminagai, Manabu Mabe e Tikashi Fukushima. Foi no Museu de Arte Moderna de São Paulo, em 1957, sua primeira individual. A partir de 1969, Tomie passou a trabalhar com serigrafia e, mais tarde, com litografias e gravuras em metal.

Mais

Paulo Darzé Galeria de Arte
Rua Dr.Chrysippo Aguiar, 8, Corredor da Vitória
Salvador – Bahia
(71)-3267-0930

NeSpoon

Artista polonesa cria arte de rua com crochê

A artista baseada na Varsóvia, NeSpoon usa padrões feitos a partir de desenhos em crochê para criar sua marca na arte de rua. O trabalho delicado da polonesa pode ser visto em cerâmicas, pinturas, stencils e vários espaços públicos.

+

Salão de Arte 2014

Começa o 21ª Salão de Arte

A 21ª edição do Salão de Arte começa nesta quarta-feira (20), com a abertura beneficente no Clube A Hebraica, em São Paulo. O evento é um dos mais tradicionais do país, com antiquários, designers de joias, galerias de arte e artistas plásticos independentes, organizado por Vera Chaccur Chadad.

+

Ricardo Castro

Visita a Ricardo Càstro

Não são tantos os artistas que personificam suas obras. Que seu modo de agir, de se vestir traduzem seu trabalho. Ricardo Càstro é um deles. Bastam cinco minutos na presença do artista para entender o enredo de sua obra.

+

Renata de Bonis

A natureza de Renata de Bonis

O atelier de Renata de Bonis parece, como ela mesma coloca, um museu particular de história natural. Pinturas em papel na parede mostram paisagens inóspitas feitas de óleo e cera, todas em uma palheta opaca e rebaixada.A natureza é o tema principal e através dos trabalhos sentimos o poder e a sua grandiosidade. Conheça mais sobre essa artista!

+

William Kentridge

William Kentridge: artista de muitas linguagens

William Kentridge nascido em 1955, na África do Sul, é um artista extremamente versátil cujo trabalho combina a política com a poética. Conheça esse famoso artista que veio para o Brasil ano passado e fascina não só por seus desenhos, mas muito por suas animações em vídeo.

+

Daniel Arsham

Daniel Arsham: arquiteto das artes plásticas

Os acontecimentos de nossas é um dos fatores que vão ajudar a formar nossa identidade e dar pistas para a busca do quem somos. Quando criança o multiartista Daniel Arsham, teve sua casa destruída por um furacão que varreu a Flórida. No fim do ano passado, em uma exposição na Filadélfia, ele apresentou parte de suas memórias que ainda remontam esse acontecimento da infância.

+

Adriana Varejão

As cores de Adriana Varejão

Na exposição que passou pelo Galpão Fortes Vilaça, de Adriana Varejão, que não faz uma exibição com trabalhos inéditos há cinco anos no Brasil, foi chamada de Polvo .Este nome são das cores novas de tinta óleo que ela desenvolveu em tons de cor de pele dos brasileiros.

+